Seguidores

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Cão encontrado em saco de lixo continua se recuperando em Santos


Ele foi atropelado e colocado em saco de lixo na Ponta da Praia.
Cão foi batizado por integrantes da organização com o nome de Neymar.



O cachorro atropelado na sexta-feira (13), em Santos, no litoral de São Paulo, já voltou a andar, mas continua sob cuidados médicos e tomando remédios. O animal foi socorrido pela Organização Não-Governamental (ONG) Defesa da Vida Animal depois de ser encontrado por moradores que cuidaram dele até o resgate.
O cão foi atropelado e chegou a ser colocado dentro de um saco de lixo antes de ser resgatado, com vida, pelas pessoas que passavam pelo local. De acordo com testemunhas, algumas pessoas acreditaram que o animal estava morto e, por isso, resolveram remover o cachorro do local em um saco plástico. Outros notaram que ele estava respirando e, em seguida, tiraram o cachorro do saco e colocaram ele no calçadão, cobrindo-o com um cobertor.
De acordo com Saulo Godoy Chigo, veterinário que atendeu o cachorro, o exame clínico não apresentou sinal de fratura. "Pelos sintomas, ele foi vítima de atropelamento no lado direito do tórax. Ele teve apenas lesões, escoriações e um edema. Agora é uma questão de tempo e, se Deus quiser, vamos arrumar um bom dono para ele, pois da primeira ele já passou", afirma.
Segundo a equipe que o atendeu, ele deve ter entre quatro e cinco anos de idade. Desde que chegou no local, ele já voltou a andar, mesmo com alguma dificuldade, e já interage com integrantes da ONG que o apelidaram carinhosamente de Neymar.
Para Marília Moreira, diretora da organização, associar o animal com o craque do Santos não foi difícil. "Ele tem sorte, batalhou pela vida dele e a gente ficou muito alegre. Então Neymar é um nome que combina com ele", afirma.
A ONG costuma receber animais que foram vítimas de atropelamento, como o cãozinho Neymar. Outro que chegou ao local em estado crítico foi Hugo. Ele foi atropelado por um ônibus, quebrou uma das patas, os dentes e depois do tratamento, só quer saber de retribuir o carinho que recebeu. "Diariamente nós temos casos de atropelamento. A gente sempre pede cuidado e atenção aos motoristas. Não podemos deixar um animal atropelado na rua. É a mesma coisa que acontece com um ser humano. Tem que pegar e levar em um veterinário", destaca Marília.
Quem estiver interessado em adotar um desses cães ou outro animal abandonado deve ir até a ONG Defesa da Vida Animal. O endereço é rua Almirante Tamandaré, nº 136, no bairro do Macuco, em Santos.
Cachorro é atropelado em Santos, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent Visitors